Sindicato apoia Chapa 1 para as eleições da AB

Sindicato presente em ato coletivo que cobra negociação do Banco do Brasil
7 de outubro de 2021
Plenárias esclarecerão proposta do Saúde Caixa
11 de outubro de 2021
Mostrar tudo

Sindicato apoia Chapa 1 para as eleições da AB

O Sindicato dos Bancários de Ribeirão Preto e Região apoia a Chapa 1 “AB de portas abertas” para a eleição da Associação Brasil, que acontece no próximo dia 16 de outubro. 

Inicialmente, o pleito estava marcado para o dia 24 de julho, mas o Tribunal de Justiça do Paraná suspendeu a assembleia, atendendo a uma reivindicação do movimento sindical bancário.

A Associação Brasil (AB), antiga Associação Bamerindus, é mantida pelos ex-funcionários do banco Bamerindus, incorporado em 1998 pelo Banco HSBC e depois, em 2016, pelo banco Bradesco.

Conforme o edital, a Assembleia Geral Ordinária será realizada de forma presencial, no Clube de Campo de Curitiba. Por isso, o Sindicato orienta os  os associados, egressos do Bamerindus, que permanecem na ativa e dirigentes sindicais, representantes dos funcionários do Bradesco, que são associados à AB, que se encontram em condição de voto, para votar ou entregar uma procuração a quem possa votar numa nova direção, democrática e alinhada aos interesses dos associados.

“Estamos a uma semana da eleição da AB, que conta com nove clubes e um patrimônio maior que R$ 100 milhões. Infelizmente, tudo isso está gerido atualmente por negacionistas, que tem como missão de vida falar mal da organização dos trabalhadores e trabalhadoras. Temos uma chapa com representantes de todas as regiões do país, mulheres e homens da ativa e aposentados, enquanto a chapa deles só tem aposentados da região de Curitiba e nenhuma mulher. Precisamos intensificar nossa campanha de coleta de procurações para vencer essa eleição”, afirmou Luiz Fernando Pedrosa, dirigente do Sindicato dos Bancários de Ribeirão Preto e Região e associado da AB.

A Chapa 1 “AB de portas abertas” é formada por aposentados e dirigentes sindicais e foi formada a partir dos debates realizados com as bases.