Após pressão, direção do BB compra barreiras para proteger funcionários

Sindicato ganha notoriedade na mídia
1 de abril de 2021
Eleição da Fundação Itaú Unibanco é adiada para o mês de maio
7 de abril de 2021
Mostrar tudo

Após pressão, direção do BB compra barreiras para proteger funcionários

Compra do material em acrílico é um dos pedidos da CEBB e do Comando Nacional dos Bancários para garantir segurança dos bancários contra a covid

A previsão é de que os materiais sejam disponibilizados de forma descentralizada e por unidade

Na última semana o Banco do Brasil autorizou a compra de acrílicos para mesas de atendimentos e caixas. A decisão se deu em reposta à reivindicação do Comando Nacional e da Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB). O objetivo é aumentar a segurança dos bancários contra a Covid-19.

“Avançamos nessa discussão e reforçamos o protocolo de segurança nos locais de trabalho. Toda dificuldade ou descumprimento nas medidas deve ser denunciado à base sindical pertencente para a tomada de providências e garantia da segurança dos funcionários e usuários”, explica Jeferson Boava, presidente da Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul.

Outras cobranças
A CEBB e Comando Nacional dos Bancários cobram ainda, da direção do BB, mais rigor nas medidas protetivas dos funcionários durante a pandemia, entre elas, a redução de atendimento ao público para as 14h.