Grupos de trabalho debatem ações em defesa dos bancos públicos

Julgamento sobre vendas das estatais será retomado nesta quinta (6)
6 de junho de 2019
Resistência é destaque na 9ª Oficina Rede Uni América Mulheres
11 de junho de 2019
Mostrar tudo

Grupos de trabalho debatem ações em defesa dos bancos públicos

A oficina sobre a importância dos bancos públicos para o desenvolvimento socioeconômico do país continuou no último dia 30, na sede da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), em São Paulo. Além dos membros do Comando Nacional dos Bancários, participaram da atividade dirigentes da Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB) e do Comissão Executiva dos Empregados da Caixa (CEE/Caixa). “

Os participantes foram divididos em três grupos de trabalho, com a tarefa de apresentar sugestões de ações conjuntas em defesa dos bancos públicos. “A partir dos resultados dos grupos serão tiradas propostas de ações nacionais unificadas para a campanha em defesa dos bancos públicos. A unidade dos bancários de todo o país é uma grande virtude que a categoria tem. Temos que valor e reforçar essa força através do comando”, explicou Juvandia Moreira, presidente da Contraf-CUT e uma das coordenadoras do Comando Nacional.

“Está na hora de ampliarmos nossas ações por todo o Brasil, como as audiências públicas que já aconteceram nos últimos meses, para mostrar para todos os brasileiros que os bancos públicos são fundamentais para o desenvolvimento do Brasil. Não podemos permitir sua privatização”, disse Juvandia. O dia foi encerrado por uma plenária, no auditório da Contraf-CUT, que teve a apresentação dos três grupos. Os relatórios serão unificados e o documento final será enviado para todos os sindicatos do Brasil. “Os membros do comando e das comissões de empresas são os responsáveis por acompanhar a execução das ações”, finalizou a presidenta da Contraf-CUT.