Caixa anuncia abertura de novo PDV e prevê 3,5 mil desligamentos

Contraf-CUT cobra a reposição do quadro de empregados da Caixa. Banco apresentou PDV
20 de maio de 2019
Bancários se mobilizam para Greve Geral e Ribeirão Preto integrará o movimento
6 de junho de 2019
Mostrar tudo

Caixa anuncia abertura de novo PDV e prevê 3,5 mil desligamentos

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, anunciou nesta sexta-feira (17) a funcionários do banco um programa de demissão voluntária (PDV) com objetivo de reduzir até 3,5 mil postos, informou o banco.

Segundo a instituição estatal, o público alvo principal do programa são 28 mil funcionários que trabalham na matriz e em escritórios regionais da Caixa. O prazo para adesão ao PDV começa na segunda-feira (20) e vai até o começo de junho.

“Simultaneamente, o banco vai chamar aprovados em concurso em 2014”, afirmou a assessoria de imprensa do banco. Ainda não há uma estimativa de quantos serão contratados, mas a expectativa é de que até 25% desse público seja composto por pessoas portadoras de deficiência física, segundo a Reuters.

O banco afirmou ainda que não há neste momento planos para fechamento de agências. A Caixa tem mais de 4,4 mil pontos físicos de atendimento no Brasil, e tinha 85 mil funcionários no final de 2018, o dado público mais recente.

A estimativa da instituição é de uma economia de R$ 716 milhões por ano, caso o número máximo de desligamentos seja atingido.

Segundo dados da Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (Sest), no ano passado houve uma redução de 2.728 funcionários no quadro de pessoal da Caixa. Somente em 2018, houve uma redução de 13.434 pessoas no quadro das estatais através de programas de demissão voluntária (PDVs) ou de aposentadoria incentivada.